Translate

sábado, 13 de julho de 2013

Maquiagem | Aplicando Base | Pincéis + Outos Tipos de Aplicadores

Aplicação de Base
Imagem da Internet
- As técnicas mais conhecidas para aplicar bases líquidas ou cremosas são:
1 - Aplicar com os dedos;
2 - Aplicar com uma esponja;
3 - Aplicar com um pincel.
Imagem da Internet
Quando a base é de cobertura leve, uso qualquer uma dessas técnicas sem nenhum problema; mas quando quero aplicar uma base mais pesada, uso um pincel denso, com cerdas curtas e sintéticas; pois, como no caso do limão (que representa a superfície da pele), a cobertura fica mais uniforme do que com as outras duas técnicas.
PINCÉIS PARA APLICAÇÃO DE BASE
Existem três modelos básicos de pincéis para aplicação de base: o ‘LÍNGUA DE GATO’, o ‘TOP FLAT’ e o ‘DUO FIBER’.
* LÍNGUA DE GATO
Imagem da Internet
Caracterizado pelo formato ‘chato’, por ser firme e por possuir cerdas sintéticas. Muitas pessoas não gostam desse tipo de pincel, pois ele proporciona uma camada mais pesada e deixa visíveis as marquinhas das cerdas; mas eu não tenho nada contra, uso esse tipo de pincel para espalhar a base, mas sempre faço o acabamento com uma esponja de látex, que ajuda a retirar as marquinhas e o excesso de produto.
Para fazer a pele com um pincellíngua de gato’, coloco a base (cremosa ou líquida) em uma superfície lisa ou no dorso da mão e encosto o pincel aos poucos no produto, com cuidado para não encharca-lo, o segredo desse pincel é usá-lo para aplicar um pouquinho de produto por vez; e começo a aplicar a base em toda a superfície da pele fazendo movimentos na horizontal e vertical para evitar que a pele fique com muitos traços; mas, ainda assim, a base fica marcada, por isso, sempre faço o acabamento com uma esponja de látex.


* FLAT TOP /TOPO RETO
Pincel #75 da Sephora
O ideal é que os pincéis com topo reto sejam densos e possuam cerdas sintéticas. Esse tipo de pincel proporciona uma camada mais pesada que o ‘duo fiber’, mas, ao contrário do ‘língua de gato’, deixa um acabamento perfeito.
Para fazer a pele com um pincel de top reto, coloco a base (cremosa ou líquida) em uma superfície lisa ou no dorso da mão e encosto toda a superfície do topo reto no produto (para que todas as cerdas absorvam o produto) e começo a dar leves toques/batidinhas com o pincel em toda a superfície da pele; em seguida, começo a fazer movimentos circulares para espalhar e polir a pele.

* DUO FIBER

Imagem da Internet

Normalmente possui o topo reto, mas é bem menos denso que o ‘flat top’, possui cerdas firmes; a parte sintética é mais longa que a natural, portanto, só as cerdas sintéticas entram em contato com a pele e as naturais ajudam a deixar a superfície bem regular, esfumada. Quanto mais longas as cerdas, mais fina será a camada; e quanto mais curtas, mais produto será aplicado.
Como no caso do pincel de ‘topo reto’, para aplicar produtos com o ‘duo fiber’, coloco a base (cremosa ou líquida) em uma superfície lisa ou no dorso da mão e encosto toda a superfície do ‘duo fiber’ no produto, para que todas as pontinhas das cerdas absorvam a base; e começo a dar leves toques/batidinhas com o pincel na superfície da pele; em seguida, começo a fazer movimentos circulares para espalhar e 'esfumar' o produto. Em minha opinião, esse pincel é ideal para uma aplicação leve, quanto mais 'esfumar' o produto, mais natural fica o aspecto da pele
OUTROS APLICADORES DE BASE 
* ESPONJA/QUEIJO DE LÁTEX
Imagem da Internet
Costumo usar esponjas de látex para fazer o acabamento da pele depois da aplicação da base e do corretivo, mas também servem para aplicar base; muitos ‘gurus’ indicam o uso dessas esponjas para aplicar bases com efeitomatte’.
#Dica: Quem já usou esse tipo de esponja para aplicar a base, sabe que elas absorvem muito produto; para evitar isso, indico que você use a esponja levemente umedecida com água ou com Fix+ da M.A.C.


* ESPONJA DE ESPUMA
Esponjas da Santa Clara
Aplico bases em com esse tipo de esponja; depois que comecei a usá-las, não parei mais, pois aplicam bastante produto sem desperdício, por que as esponjinhas que, normalmente, acompanham esses produtos (esponjas de látex), absorvem muita base, desperdiçando-a.
As que mais uso são a da Marchetti (uns R$ 2,50 na Meka Cosméticos) e a da Santa Clara (uns R$ 2,50 na loja Moça Bonita - próxima ao Bambuzinho).

* ESPONJA DO MAR
Imagem da Internet
Uso exatamente como uso a Sponge Drop da Klauss Vough e os ‘queijos’ da UBU e da M.A.C; a umedeço com água, coloco a base numa superfície lisa ou no dorso da mão, deixo que a esponja absorva um pouco do produto e aplico aos poucos, pois a esponja umedecida possibilita que eu tenha mais tempo de manipular o produto na pele.
O acabamento que ela deixa fica perfeito, é ideal para aplicar bases de alta cobertura e efeito ‘matte’, a pele fica muito natural; sem contar que é um instrumento natural e é muito fácil de higienizar. A que tenho é da marca QVS (encontro na Annè Cosméticos em Petrolina-PE) e nas instruções é indicada para aplicação de base (“tem fibras ultrafinas e sedosas que ajudam a distribuir uniformemente a base na pele”), assim como para auxiliar na higienização da pele do rosto (“pois esfolia gentilmente e remove as impurezas e a oleosidade”).
*Me Acompanhe nas Redes Sociais*

Nenhum comentário:

Postar um comentário